Livros de 2012

Consegui ler três livros a mais do que no ano passado – pouca coisa, tenho que reconhecer, para quem tem uma fila gigantesca de livros a ler (e que continua comprando mesmo assim).

Algumas estatísticas aleatórias: 2 antologias, 3 coletâneas, 8 livros de ficção criminal/suspense, 21 de ficção fantástica, 1 de não-ficção, 2 releituras. Vale lembrar que boa parte do que li desafia aqueles rótulos para gêneros literários, muitas vezes os misturando numa obra só.

Os destaques – para o bem e para o mal – foram:

rei_rato

Rei Rato – China Miéville (Tarja, tradução de Alexandre Mandarino). Mais conhecido por ser um dos expoentes do New Weird, a estreia de Miéville foi essa excelente fantasia urbana. A versão nacional conta pontos extras pela tradução e notas explicativas.

O Peregrino – Em busca das crianças perdidas – Tibor Moricz (Draco).  Este  weird western tem um cenário até interessante e uma trama que é enriquecida com o estilo de Tibor; o problema é o personagem principal, sem um pingo de carisma e que se arrasta pela história.

hands

By Bizarre Hands – Joe Lansdale (Avon). Lançada em 1989, esta foi a primeira coletânea deste autor de literatura fantástica e criminal (e um dos meus favoritos também). São dezesseis contos ótimos, de ficção criminal na sua maioria, em que destaco “Tight Little Stitches in a Dead Man’s Back” e “Letter From the South, Two Moons West of Nacogdoches”.

A Sombra no Sol – Eric Novello (Draco). Instigante e visceral: estes são os primeiros adjetivos que vieram à mente ao acabar esta obra, e um ótimo livro para sair da zona de conforto da literatura. O mesmo vale para Dias Nublados, e-book que traz também entrevista, contos e um ensaio fotográfico com o autor.

The Fever Kill – Tom Piccirili (Creeping Hemlock). Por anos, Piccirilli escreveu livros de horror, sendo constantemente premiado. Depois, passou a escrever noir – e continuou a colecionar prêmios. Este livro traz todas as situações clássicas do gênero criminal e mais as obsessões do autor (como os muscle cars, presentes em toda sua obra).

fantasias

Fantasias Urbanas – vários autores (Draco). Eric Novello aparece de novo na lista, desta vez como organizador desta ótima antologia, alguns derivados de universos literários. Os destaques ficam para os contos de José Roberto Vieira, Ana Cristina Rodrigues e Erick Santos Cardoso.

Geração Subzero – vários autores (Record). Organizada por Felipe Pena, essa antologia tem a proposta de reunir autores desprezados pela crítica literária (a chamada “literatura séria”), mas adorados pelos leitores que procuram entretenimento (a tal “literatura barata” na visão daqueles críticos). Depois de uma introdução, somos apresentados aos vinte contos – infelizmente, de qualidade muito irregular: a maior parte dos textos não cumpriu a sua função de entreter, ainda mais se levarmos em conta o time de escritores.  A situação só melhora nas páginas finais com os últimos seis contos, em especial os de Delfim, Martha Argel e Cirilo S. Lemos.

É isso. Ainda tem muita coisa boa que comprei este ano mas não tive tempo de ler ou de acabar a leitura. De qualquer modo, verifiquei que, dos 30 livros lidos, 14 foram  adquiridos em 2012 – o que significa menos livros na minha pilha com mais de 100 obras a ler.

Feliz e Próspero 2013!

Anúncios

6 opiniões sobre “Livros de 2012

  1. Grande Marcelo, tudo bom?
    2012 foi complicado para colocar o papo em dia, vamos ver se 2013 conseguimos falar mais vezes.
    Também finalizo a minha lista: 36 livros no total.
    Coincidentemente também iniciei 2012 lendo Rei Rato, sensacional; gostei de O Peregrino do Tibor, mas o final poderia ter tido um clímax maior (aí o livro ficava perfeito); li boas Histórias Alternativas, boas space-operas (finalizei hoje The Reality Disfunction Part I, Peter Hamilton), gostei duma FC policial que te recomendo (The Quiet War, Paul McAuley), recomecei a ler a série World of Tiers do Farmer, li uns Jack Vance (saudades de ler coisa dele), a biografia do Nasi (Ira!), livros do dilbert que não saíram aqui, etc….
    Abraços

    • Rapaz, precisamos mesmo colocar pessoalmente o papo em dia, acho que faz quase três anos que não te vejo 🙂
      Esse ano também li alguma FC, como os bons Leviathan Wakes e Emissaries from The Dead, que misturam policial/criminal na trama.
      Vou pesquisar esse livro você recomendou, valeu pela dica!
      Um abraço para todos vocês!

  2. Pingback: Livros de 2013 – 2ª parte « Galvanizado

  3. Pingback: Depois do Fim | Galvanizado

  4. Pingback: Livros de 2013 – 2ª parte | Galvanizado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s