Coletâneas digitais com desconto

 

Dica para essas Olimpíadas: a Amazon colocou em promoção duas coletâneas em e-books bem legais da Editora Draco, ambas com um conto meu!
capa_ima31
Imaginários – vol. 3 (organizado por Erick Sama) tem histórias de ficção científica, terror e fantasia, incluindo o meu conto retrofuturista Vida e morte do último astro pornô da Terra. São 10 contos por R$ 5,22.
depois-do-fim
Depois do Fim (organizado por Eric Novello) traz contos em cenários pós-apocalípticos, caso da minha história Sangue Santo. Por R$ 7,00 você leva 8 contos, todos ilustrados.

A arte mística de minerar teratolítios em Ixcuina

A Editora Draco lançou no último final de semana mais um conto meu em formato digital: A arte mística de minerar teratolítios em Ixcuina, história que faz parte da coletânea Erótica Fantástica – volume 2, organizada por Gerson Lodi-Ribeiro.

ixcuina

A primeira versão dessa história surgiu em 2008, com o objetivo de conseguir uma vaga numa coletânea de literatura fantástica. Fazia pouco tempo que havia lido The New Weird, antologia organizada por Jeff e Ann VanderMeer que trazia contos desse gênero literário, na época muito debatido no Orkut (lembram dele?) e em listas de discussões do Yahoo (ainda frequentam alguma?). Daí que, inspirado pela leitura de algumas daquelas histórias, resolvi tentar — ênfase em tentar — escrever meu próprio conto new weird. Eu gostei do resultado final da história, mas os organizadores da coletânea não pensaram assim; com a recusa dela, acabei por “engavetá-la”.

Mas então, três anos depois, surgiu a chamada para Erótica Fantástica, um projeto do Gerson que é “sucessor espiritual” da antologia com a mesma temática e também organizada por ele chamada Como era gostosa minha alienígena! (Ano Luz, 2002). Resolvi que era uma boa hora para reescrever a história, acrescentando alguns detalhes e eliminando outros, aproveitando o cenário que mistura ficção científica e fantasia com erotismo.

E para minha satisfação, a história foi aceita, sendo programada para fazer parte do segundo volume desse belíssimo projeto gráfico da Draco (como de costume, diga-se de passagem) e ao lado de outros autores talentosos.

Da sinopse:

No mundo de Ixcuina, as pessoas celebram a Noite dos Mortos com comida, bebida e orgias até o nascer dos sóis gêmeos. É também a única oportunidade no ano para, através da magia, um rapaz invocar o espírito da amada recém-falecida e encontrá-la mais uma vez.

Trecho:

  O festival da Noite dos Mortos começou com gritos de euforia, logo abafados pelos estouros dos fogos de artifício assim que o segundo sol se pôs. Pela janela daquela casa encravada no morro, Zander viu o show pirotécnico iluminar a cidade abaixo, seus prédios cúbicos espalhados ao redor dos descomunais Grotescos.

            Ainda que fosse a sua primeira visita à capital de Ixcuina, o jovem minerador conhecia a fama da tradicional celebração anual do planeta. Entre o poente e a alvorada, milhares de pessoas participavam com entusiasmo da festa. Comiam, bebiam, gastavam dinheiro nas barracas de prêmios, cantavam para homenagear seus antepassados e também celebrar a vida em orgias que só terminavam com os primeiros raios dos sóis.

            – O que você pede demanda tempo e dinheiro. Tem certeza de que quer mesmo fazer? – disse o homem de cabelos escuros e crespos ao lado de Zander. Os fogos explodiam agora na forma de crisântemos brancos, flor que simbolizava a morte entre algumas culturas da Antiga Terra, além de ser também a planta preferida de Aishe. A lembrança da namorada fez um laço se apertar em torno do coração do rapaz, uma sensação que o acometia com frequência desde que ela morrera três dias antes.

            Zander se voltou na direção do homem que fizera a pergunta. Dzuge vestia um avental por cima de uma túnica azul e na mão levava uma colher de madeira; se usasse um chapéu comprido e branco, passaria facilmente por cozinheiro de algum restaurante.

            Mas Dzuge estava longe de ser um chef.

***

Além desse ebook , vale lembrar que tenho outros publicados pela editora:

astroporno

Vida e morte do último astro pornô da Terra 

Em um passado que nunca houve, androides protagonizam filmes para entretenimento adulto. Um decadente ator do gênero quer reencontrar o sucesso e a glória enquanto se adapta à nova realidade.

criança

Criança Feia

Depois de muito tempo, Cristina finalmente havia encontrado paz na vida. Mas a aparição de um fantasma acaba com a ilusão de tranquilidade, forçando a moça a encarar um passado de sofrimento.

space opera inferno

Inferno de Dantès

Guerras são travadas entre dois governos interestelares pela posse de artefatos tecnológicos de uma poderosa civilização alienígena já extinta. Para recuperá-los, homens, mulheres e animais geneticamente alterados se juntam ao Corpo de Fuzileiros Xenocientistas. Dantès Mercuria era um soldado exemplar, até o dia em que se viu condenado a passar o resto da vida na prisão por um crime que não cometeu. Mas a chance de voltar à ativa surge ao ser convocado para uma missão, onde ele lidará com os perigos de um mundo inóspito e a desconfiança de seus antigos colegas, enquanto tenta salvar a galáxia.

sherlock

Sherlock Holmes – Das reminiscências do Dr. Ormond Sacker, clínico geral

John Watson foi assassinado. Cabe a Sherlock Holmes e ao Dr. Ormond Sacker, o médico com quem divide o apartamento no 221B da Rua Baker e que é o biógrafo do detetive consultor, investigarem o crime brutal.

traga-me o escalpo

Traga-me o escalpo de Jesús Christopherson

O Oeste americano do século XIX é um lugar cheio de histórias fantásticas – tão fantásticas que muitos duvidam de sua veracidade. Barnaby Kapper é um desses céticos, até o dia em que é contratado para caçar um homem e acaba conhecendo o povoado de Cuernos del Diablo.

saltimbanco

Saltimbanco

Ao fazer um pedido especial aos deuses, um jovem artista descobre que até mesmo as divindades têm um senso de humor peculiar.

Finalistas do 2015 Bram Stoker Awards

Saiu a lista dos indicados ao Bram Stoker Awards para as melhores obras de horror do ano de 2015.

Melhor Livro
Clive Barker – The Scarlet Gospels (St. Martin’s Press)
Michaelbrent Collings – The Deep (self-published)
JG Faherty – The Cure (Samhain Publishing)
Patrick Freivald – Black Tide (JournalStone Publishing)
Paul Tremblay – A Head Full of Ghosts (William Morrow)

 

Melhor Livro de Estreia
Courtney Alameda – Shutter (Feiwel & Friends)
Nicole Cushing – Mr. Suicide (Word Horde)
Brian Kirk – We Are Monsters (Samhain Publishing)
John McIlveen – Hannahwhere (Crossroad Press)
John Claude Smith – Riding the Centipede (Omnium Gatherum)

 

bramstokerawards

 

Melhor Graphic Novel
Cullen Bunn – Harrow County, Vol. 1: Countless Haints (Dark Horse Comics)
Victor Gischler – Hellbound (Dark Horse Books)
Robert Kirkman – Outcast, Vol. 1: A Darkness Surrounds Him (Image Comics)
Scott Snyder – Wytches, Vol. 1 (Image Comics)
Sam Weller, Mort Castle, Chris Ryall, & Carlos Guzman (editors) – Shadow Show: Stories in Celebration of Ray Bradbury (IDW Publishing)

Melhor Roteiro
Guillermo del Toro & Matthew Robbins – Crimson Peak (Legendary Pictures)
John Logan – Penny Dreadful: And Hell Itself My Only Foe (Showtime)
John Logan – Penny Dreadful: Nightcomers (Showtime)
David Robert Mitchell – It Follows (Northern Lights Films)
Taika Waititi & Jemaine Clement – What We Do in the Shadows (Unison Films)

Confira o resto da lista no site da HWA – Horror Writers Association.

 

 

Retrospectiva de 2015

Chegou a hora da retrospectiva do final de ano como faço aqui desde 2010, relacionando os livros que mais me chamaram a atenção. Desta vez, incluo também quadrinhos, games e séries de TV (atualização em 30/12: e cinema).

***

Li mais histórias de horror, suspense e fantasia em 2015, tentando conhecer coisa nova nos gêneros, mas também procurei por autores mainstream de renome:

Iluminadas, de Lauren Beukes (tradução de Mauro Pinheiro). Curiosa mistura de thriller com viagem no tempo.

Sword-and-Mythos

Sword and Mythos, organização de Silvia Moreno-Garcia e  Paula R. Stiles. Antologia acima da média, com  histórias que misturam o gênero da Espada e Feitiçaria com a mitologia criada por H. P. Lovecraft, mas procurando ambientá-las em novos cenários (africano, asteca etc) e personagens mais diversificados.

Making Comics, de Scott McCloud. Obrigatório para quem aprecia quadrinhos, seja lendo ou fazendo.

imago

The Imago Sequence, de Laird Barron. Cult nos EUA, Barron ficou mais conhecido depois da série True Detective, que tem cenas inspiradas na sua obra (como no conto Bulldozer). Recomendado para quem gosta de Horror Cósmico.

Kafka on the Shore, de Haruki Murakami (tradução de Philip Gabriel). Primeiro livro que leio desse famoso autor, e não será o último. Não vai agradar quem espera por finais amarrados; o negócio aqui é aproveitar as personagens e situações bizarras.

***

Com ajuda do Comixology e vários Humbles Bundles, li bastante HQ virtual, mas também comprei material impresso nacional de qualidade:

Scalped, com roteiro de Jason Aaron e arte de R. M. Guéra. Excelente mistura de noir com western contemporâneo, tudo embrulhado numa narrativa não linear.

boom_next_testament_v1_tpb

Clive Barker’s Next Testament, com roteiro de Clive Barker e Mark Miller, arte de Haemi Jung. Ainda que não tenha um final satisfatório, a HQ traz de volta o horror e humor de Barker, ilustrados por uma artista de manhwa.

Lazarus (volumes 1 ao 3), com roteiro de Greg Rucka e arte de Michael Lark. Distopia intrigante com uma ótima protagonista feminina (como é típico de Rucka).

reiamarelo-capa-72

O Rei Amarelo em Quadrinhos, organização de Raphael Fernandes. Edição primorosa com histórias inspiradas (outras mais, outras menos) no livro de Robert W. Chambers.

***

Neste ano, meus games foram divididos em jogadas no console, PC, tablet e celular:

Far Cry 4. Gameplay e história fascinantes neste jogo de mundo aberto inspirado na região do Himalaia.

Fallout New Vegas.  Ainda que pareça uma expansão de luxo de Fallout 3, o game se sustenta ao apresentar mais um pouco desse cenário atompunk pós-apocalíptico.

alien-isolation-xbox-360-cover

Alien: Isolation. Survival horror obrigatório para quem gosta da franquia Alien, em especial o primeiro filme. Não recomendado para quem tem problemas cardíacos (é sério).

Monument Valley. Um dos puzzles mais bonitos que já vi e joguei.

***

O que seria do mundo sem Netflix? Foi através dele que assisti a maior parte das séries do ano:

Star Trek: Deep Space Nine. Ao contrário das séries Clássica e Nova Geração, esta tem um clima sombrio, mostrando um ângulo diferente do universo criado por Gene Roddenberry.

daredevil

Demolidor (primeira temporada). Ótima adaptação do personagem das HQs da Marvel.

Brooklyn Nine Nine (primeira temporada). Recomendado para quem gosta do humor à The Office e Parks and Recreation.

***

É isso. Vamos ver se da próxima vez faço uma categoria para cinema, pois este ano não consegui ver um filme na telona. Pois é, no penúltimo dia do ano consegui ver Star Wars – O Despertar da Força 🙂.

Um Feliz e Próspero 2016 para todos!

 

 

História especial de Halloween

O Halloween está aí e decidi escrever um conto com o tema. A diferença é que criei uma história interativa similar aos livros-jogos do tipo Escolha a sua própria aventura, tão populares nos anos de 1980, nos quais o leitor decide os rumos da trama ao assumir o papel do personagem principal. Sendo fã deles (ainda tenho vários volumes da coleção lançada pela Ediouro), sempre tive vontade de escrever um, mas só com programas específicos como o Twine eu finalmente consegui criar uma história do tipo.

Para combinar com a data, escolhi uma trama inspirada nos filmes slasher — subgênero do horror também muito popular no final do século passado por causa de películas como a série Halloween e Sexta-feira 13 –, mas adicionando o meu estilo (e humor) na história.

E assim surgiu Feriado Macabro. 

feriado macabro

Aqui, você não é um herói como nos antigos livros-jogos — você é um assassino psicopata nesse conto com 3 finais diferentes. Para tanto, clique no link acima, aperte o play e depois diga na seção dos comentários do post o que achou da história.